Prefeito Alex Almeida herda município sucateado, prédios públicos com o fornecimento de energia suspenso e débito com a companhia que ultrapassa meio milhão de reais

Prefeito Alex Almeida herda município sucateado, prédios públicos com o fornecimento de energia suspenso e débito com a companhia que ultrapassa meio milhão de reais

access_time

a sexta-feira, primeiro dia do ano de 2021, os municípios brasileiros passaram a ser administrados por novos prefeitos(as), vice-prefeitos(as), exceto em alguns casos que os mandatários foram reconduzidos aos cargos. As câmaras legislativas também passaram por renovação - em pequena ou grande parte - dos seus integrantes.


Lago Verde, com mais de 16 mil habitantes, elegeu Alex Almeida, do Partido Progressista. Diplomado pela Justiça Eleitoral ainda em dezembro de 2020, o novo prefeito tomou posse no cargo ciente da enorme responsabilidade que terá para recolocar a casa em ordem e devolver aos lagoverdenses a esperança por dias melhores, perdida em função da desastrosa gestão do ex-prefeito Dr. Francisco Clidenor que fez Lago Verde atravessar momentos difíceis e conturbados, de incertezas.  O município parecia ter parado no tempo.

 


Em todos os setores o aspecto era de total abandono.

Prefeito Alex Almeida herda município sucateado, prédios públicos com o fornecimento de energia suspenso e débito com a companhia que ultrapassa meio milhão de reais

Prefeito Alex Almeida herda município sucateado, prédios públicos com o fornecimento de energia suspenso e débito com a companhia que ultrapassa meio milhão de reais

Prefeito Alex Almeida herda município sucateado, prédios públicos com o fornecimento de energia suspenso e débito com a companhia que ultrapassa meio milhão de reais

Prefeito Alex Almeida herda município sucateado, prédios públicos com o fornecimento de energia suspenso e débito com a companhia que ultrapassa meio milhão de reais

Prefeito Alex Almeida herda município sucateado, prédios públicos com o fornecimento de energia suspenso e débito com a companhia que ultrapassa meio milhão de reais

R$ 669.424,77

De tudo, o que mais causa espanto e indignação até o momento é o débito de mais de meio milhão de reais referente às faturas de energia que deixaram de ser pagas desde setembro do ano passado, incluindo ainda o parcelamento firmado entre a prefeitura e a Equatorial Maranhão, em Agosto de 2020, que também deixou de ser honrado pelo ex-prefeito, resultando na suspensão  do fornecimento de energia em vários prédios da administração pública municipal.
 

Até poços que abastecem de água a população do município estão sem operar.

Prefeito Alex Almeida herda município sucateado, prédios públicos com o fornecimento de energia suspenso e débito com a companhia que ultrapassa meio milhão de reais

 

 

 

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
folder_opentags